domingo, 28 de outubro de 2012

Grande Prêmio Cidade de Goiânia 2012

Boa noite,

Foi disputado no 6º páreo da 9ª Reunião, realizada em 27/10/2012, o Grande Prêmio Cidade de Goiânia 2012 - Prefeito Paulo Garcia. O Grande Prêmio teve a inscrição de 8 animais, mas somente 7 disputaram a prova, sendo um deles retirado pelo serviço de veterinária do hipódromo. A prova contou com a presença de bom público, e com as delegações turfísticas de Brasília e Paracatú, sendo disputado com a pista na condição de Areia Leve.


video

 
O resultado do Grande Prêmio Cidade de Goiânia foi:

1 - Lion Dunord - montado por S.M. Silva, propriedade do Stud Tião Selani, criação do Haras Tango, treinado por E. Santos
2 - Olympic Champ - montado por E. Vieira, propriedade do Stud Morato, criação do Haras Basano, treinado por D. Brandão
3 - Papel Moeda - montado por M. Macedo, propriedade do Stud Ponta Kayana, criação do Haras Ponta Porã, treinado por P. Maia Filho
4 - Tagos - montado por N.D. Souza, propriedade do Stud Ponta Kayana, criação do Haras São José da Serra, treinado por P. Maia Filho
5 - Puro Galope - montado por G. Gouveia, propriedade de Paulo Eustáquio Gouveia, criação do Haras Old Friends Ltda., treinado por G. Gouveia
6 - Really Special - montado por A.N. Santos, propriedade de Cesar Sebba, criação do Haras Ponta Porã, treinado por P. Maia Filho
7 - Jogo de Birigui - montado por W. Natal, propriedade do Stud Rancho 3, criação do Stud Birigui, treinado por W. Natal
Tempo: 2.10'32

Chegada do 6º Páreo - GP Cidade de Goiânia 2012

Lion Dunord, vencedor do GP Cidade de Goiânia 2012

O Círculo dos Vencedores do GP Cidade de Goiânia

Destaque do Grande Prêmio

O turfe traz emoções únicas, e isso não é nenhuma novidade para aqueles que o acompanham, para aqueles que vivem dele, e para aqueles que amam o esporte, mesmo que à distância.

O destaque do GP, na nossa opinião, foi seu vencedor, Lion Dunord. A vitória desse castanho paranaense, criado pelo Haras Tango, filho de Fahim e Locomotiva Sul, de propriedade do Stud Tião Selani e treinado por E. Santos, trouxe à tona uma das famosas reviravoltas que o turfe dá. Principalmente em cima dos eternos "entendidos" de turfe.

As ironias do destino são facilmente explicáveis. Faz pouco tempo presenciei um diálogo entre proprietários, e um deles citou a preferência por Lion Dunord. A frase solta pelo outro proprietário foi "Lion Dunord? Respeita o turfe, estou falando de cavalos vencedores". Duas semanas atrás, seu treinador escutou a seguinte frase de um colega, também treinador: "Vai aprender a treinar cavalos de corrida, rapaz", como se ele fosse um renomado mestre na arte de treinar um Puro Sangue. Por fim, no dia do Grande Prêmio, seu proprietário escutou essa frase de outro proprietário: "Você é um trouxa mesmo. Ao invés de inscrever seu cavalo no páreo que ele entraria como favorito, inscreveu onde não tem nenhuma chance".

Pois é.... contra tudo isso, Lion Dunord foi lá, entrou como azarão, e como azarão venceu. Mostrou aos "entendidos", que não são tão entendidos assim. Lion Dunord mostrou que eles também erram, apesar de não admitirem. Lion Dunord, muito bem conduzido pelo jóquei S.M. Silva, venceu com autoridade, e com uma forte atropelada a partir da entrada da reta, impôs respeito aos vencedores de véspera, escrevendo seu nome na galeria dos vencedores do Grande Prêmio Goiânia. Com todo respeito.

"É muito bom vencer quando se é pequeno".
Tião Selani

Lion Dunord, nosso destaque do Grande Prêmio

Nenhum comentário:

Postar um comentário